Origami para cegos

Origami para cegos

“Você dá aula de origami para cego?”

No dia 01 de agosto de 2018 recebi um email. Daqueles que você lê, lê de novo e fecha por não saber responder. Daqueles que você volta tempos depois e fala: “tenho que fazer alguma coisa”. Mas essa “coisa” está totalmente fora da sua zona de conforto, e agora?

Foi essa a minha primeira reação ao ler o email que recebi do Lucas, cego total desde criança. No email ele dizia que quando criança tinha um amigo cego que fazia vários e vários origamis.  Por algum motivo, lembrou dele e da sua vontade antiga de aprender a dobrar o básico do origami.

#ImagemDescrita #ParaCegoVer: a foto mostra duas mãos segurando um papel rosa dobrado


Depois de algumas horas respondi que poderíamos começar com uma aula experimental e se ele gostasse (e se eu fosse capaz) combinaríamos as próximas aulas. Lembro de ter ficado muito ansiosa a partir desse momento… Como eu ensinaria ORIGAMI para alguém se eu não tinha a mínima ideia do que era “dobrar com os olhos fechados”?

Passei a procurar conteúdos em vídeos e nos livros e todos se baseavam na visão para ensinar. Percebi que teria que ser um aprendizado mútuo, pois não saberia ensiná-lo, sem aprender com ele. E foi com essa ideia que fizemos algumas aulas no ano de 2018.

Ao levar algumas dobraduras prontas para ele sentir, pude perceber que o origami ia muito além do que eu estava vendo. Cada vinco que fizemos durante a aula, foi sinônimo de aprendizado pra mim. Aquilo que parecia impossível, deixou de ser. Só foi preciso olhar com outros olhos, olhos de quem vê além da visão.

#ImagemDescrita #ParaCegoVer: a foto foca nas mãos de um homem que está segurando um origami de borboleta, dobrado em  papel preto


Desde então cresce uma sementinha aqui dentro de mim dizendo que preciso fazer mais. Percebi que ensinar origami é uma coisa me me deixa em paz e me dá prazer. Fiquei com vontade de criar materiais universais, úteis para pessoas com diversas capacidades e que proporcione a mesma utilização a todos.

Essa ideia ainda não saiu do papel, acho que tenho muito o que aprender antes de criar esse conteúdo. Portanto, compartilho esta história com o intuito de espalhar essa sementinha inquieta que está dentro de mim. Quem sabe não podemos fazer isso juntos?

 

 

 

 

 

 

 

 

Previous PostOficina de origami na Mercadoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *